domingo, 27 de abril de 2008

Um ano de notebook

Bom, atualmente faz aproximadamente 1 ano que eu comprei meu tão desejado notebook (quando comecei a trabalhar era uma das minhas maiores metas, perdendo apenas para encontrar o amor da minha vida, que encontrei vários meses antes ^^), e acho que é um bom momento para eu passar todas a as minhas impressões sobre esse item essencial na minha vida.

Quando comprei meu notebook foi no começo da queda no preço dos valores dos notebooks com incentivos fiscais, optei por uma maquina que na época fez todo sentido para mim adquirir, que no quesito custo beneficio me satisfez completamente, A maquina escolhida foi um Acer Aspire 5050, com 512 de ram, hd de 80GB, gravador de dvd, webcam embutida, tela Crystal Bryte e um processador AMD Turion de 2GHz (single core), uma maquina média na época da aquisição, comprei pela bagatela de 2500 reais com nota fiscal e garantia nacional da Acer (na maior parte dos lugares que eu pesquisei essa maquina não sairia por menos de 3000 na época e nenhum tinha garantia nacional pois eram importados). Uma maquina satisfatória, superior aos Celerons que começavam a brotar, mas ainda longe dos recem chegados Core Duo, mas no geral uma maquina muito boa.
A primeira decepção foi sem sombra de dúvida a duração da bateria, que de anunciados 2h para meros 48m, mas posteriormente vim a entender o motivos que causava isso, além de sempre deixar o brilho no máximo, possuía algumas falhas graves na instalação e configuração dos drivers, causando o consumo excessivo da bateria. Outro fator que posteriormente vim a aprender era que manter a wifi sempre ativo causava também consumo maior de bateria, fora o processador Turion, que embora tenha um consumo melhor que os Celerons e Semprons, ainda está bem longe dos Pentium M, Core e Core2. Mas após correções nas configurações adaptação ao uso mais inteligente da maquina, hoje consigo um tempo próximo as 2h prometidas.
Bom, sem sombra de dúvida, o primeiro upgrade que eu realizei foi a adição de mais um pente de 1GB de ram ao meu brinquedo, afinal o preço das memórias não paravam de cair (nota mental, adquirir mais um pente de 1GB de Ram) e ficou viável a aquisição de mais um pente para o mesmo. O ganho foi muito mais no quesito robustez do que no desempenho, mas ainda assim justificável pois ainda sou um desenvolvedor e preciso de uma maquina robusta para minhas desventuras pessoais.
Fora o upgrade na memória, eu ainda fiz mais coisas ao meu laptop : apliquei uma película de proteção na tampa do mesmo pois ela sem sombra de dúvida sempre vai estar sujeita a riscos e arranhões, e por cima dessa película colei diversos adesivos que produzi, dando a ele seu look particular e inconfundível, com alguns personagens de animes, o mascote do Radiohead, logos e Space Invaders, mais geek impossível. Para o transporte pedi a mãe de um amigo confeccionasse uma luva personalizada feita de flanela xadrez a qual utilizo diariamente, cumprindo sua função de proteção de forma única, na verdade eu gosto muito dela e dificilmente deixarei de utiliza-la para transportar o mesmo. A opção pela luva foi proposital dada a necessidade de eu ter de transportar discretamente, pois ainda hoje utilizo uma mochila comum para transportar o mesmo. Posteriormente adquiri em uma promoção uma mochila da Lenovo para transporte de notebooks, que embora possua compartimento para transporte e um desenho mais sóbrio que minhas mochila comum, eu ainda prefiro utilizar minha mochila comum para o uso no dia-a-dia
O motivo pelo qual a maioria das pessoas optam por esse tipo de computador se provou o maior trunfo de todos para minha pessoa. Eu moro em um apartamento com meus pais e irmãos, não possuímos muito espaço aqui para termos um desktop comum (o que não possuíamos mais a anos em casa), meus irmão já haviam adentrado no mundo dos laptops, e como sempre quisemos cada um ter um computador individual, então a solução mais realista foi sem sombra de duvida a adoção dos notebooks, pois além de podermos ter cada um seu próprio computador cada um pode levar para onde quiser e/ou precisar, logo, acho que adotar um laptop foi uma decisão mais que adequada para mim.
Bom, acho que já falei o bastante aqui sobre minha experiência, e assim como eu, diversos amigos também tiveram e ainda tem diversas experiências compartilhadas acerca de suas vidas com seus notebooks, contem-me suas experiências com os portateis, pois gostando ou não, mais cedo ou mais tarde eles vão fazer parte da sua vida.

4 comentários:

Programação disse...

Salve !
Finalmente alguém deu um update nisso... :P
Bem, lappie do Minoru é inconfundível. Lembro-me de todos os steps até ele chegar a ser o que é hoje... hehehehe
Bem, é isso ! O meu lappie, o primeiro da turma, só tem mesmo aquele "enfeite" no LCD, que tá bom demais já... hahahaha

Tata disse...

Maglio, vc tá ignorando meus posts? CHATO! hahahahaha vc vai ver!

Enfim, como vim antes do que o notebook, acompanhei toda a jornada dele, updates e etc :D
E sim, tenho um certo amor por ele tbm.
Tudo bem q brilha mais seu olhinho por causa dele do q por mim, mas fazer oq =~~
ahauaahauahauaha

O fato é que ele vai continuar mais um tempinho sendo o nosso mascotinho :)

=*

Tata disse...

Ah, mais um pente de 1 gb? caramba!!!
Isso pq o seu notebook já é mais rápido que o meu desktop :'(
ahauahauaahauah

aiai q tristeza...
não vejo a hora de ter meu Vaio =~~

Micael disse...

One word: RADIOHEAD!!!